Varonis debuts trailblazing features for securing Salesforce. Learn More

Apresentamos a automação de privilégios mínimos para Microsoft 365, Google Drive e Box

Saiba Mais

Ataques cibernéticos de estado-nação: o que sua empresa precisa saber

3 minuto de leitura
Publicado 13 de Abril de 2022
Ataques cibernéticos de estado-nação: o que sua empresa precisa saber

De acordo com um estudo da Trellixe do Centro de Estudos Estratégicos Internacionais (CSIS), um ataque cibernético de estado-nação pode ter impactado 86% das empresas entrevistadas, e 92% suspeitam ter enfrentado ou esperam enfrentar no futuro. Rússia, Coréia do Norte, Irã e China estão entre os principais suspeitos de patrocinarem esses ataques. 

Apesar da guerra na Ucrânia ter colocado o assunto em evidência, o número de ataques cibernéticos promovidos por estado-nação vem crescendo nos últimos anos.  Além de visar o roubo de propriedade intelectual, esses ataques podem buscar informações governamentais confidenciais, atacar a infraestrutura de serviços de um país, visando sua desestabilização e até influenciar a opinião pública por meio de fake news em redes sociais.. 

Mas é importante entender que um estado-nação não diz respeito unicamente a um país reconhecido, mas que, também, pode estar relacionada a uma entidade legítima não definida pelo seu território, ou suas fronteiras, como é o caso do povo Curdo, espalhado por diversos países. 

Quais os principais vetores desses ataques cibernéticos

Ataques de estado-nação utilizam diversas técnicas e táticas diferentes para atingir seus objetivos, o que exige das empresas e órgãos públicos uma atenção redobrada em relação à segurança da informação. 

Phishing

Usuários recebem mensagens por e-mail, SMS ou aplicativos de mensagens, normalmente vindas de uma fonte confiável, com links ou anexos maliciosos que, quando clicados ou abertos infectam a máquina utilizada com ransomware ou malware e entrega aos cibercriminosos acesso ao computador da vítima e à rede da empresa. 

Ataque a endpoints

São ataques que buscam por endpoints não seguros, como dispositivos móveis, servidores, estações de trabalho, dispositivos IoT, entre outros que, com o crescimento do trabalho remoto e digitalização permitem aos funcionários terem acesso aos aplicativos e dados da empresa de qualquer lugar e que se tornam extremamente vulneráveis quando não há uma política de segurança robusta implementada pela empresa, resultando em funcionários sem o conhecimento necessários para evitar phishing e golpes de engenharia social. 

Roubo de credenciais

A pulverização de senha é um ataque de força bruta também utilizado por ataques de estado-nação que busca combinar nomes de usuários com senhas para ter acesso aos sistemas da empresa. Da mesma forma, é possível encontrar credenciais roubadas em outros ataques à venda na dark web. 

Vulnerabilidades de dia zero

Esse tipo de ataque busca por vulnerabilidades que ainda não foram descobertas ou que ainda não foram corrigidas 

Engenharia social

O método busca por vulnerabilidades dos usuários para que eles cliquem em links maliciosos. 

Como se defender de ataques cibernéticos de estado-nação

Assim como acontece com ataque hackers, que estão cada vez mais complexos e inteligentes, para se defender de ataques cibernéticos de estado-nação é necessário analisar detalhadamente os recursos de segurança da informação utilizados pela empresa e buscar maneiras de torná-los mais eficientes e inteligentes. 

Algumas práticas também contribuem para tornar a estratégia de segurança mais resiliente: 

  • O elo mais fraco da segurança contra ataques cibernéticos e ataques de estado-nação é o usuário, que precisa ser treinado para identificar, evitar e reduzir riscos de um ataque. 
  • Criptografia, VPNs, configurações corretas, uso de firewall, senhas fortes são requisitos básicos para manter a segurança e que podem ser complementados pela utilização da autenticação multifator. 
  • Com o crescimento do trabalho híbrido, a área de TI precisa implementar um controle mais rígido em relação à utilização de ativos de hardware e software, protegendo endpoints com maior eficiência. 
  • O uso de ferramentas de colaboração, videoconferência e VPNs precisa ser monitorado para garantir que os funcionários possam realizar suas tarefas normalmente e com segurança e privacidade. 
  • Utilizar uma política de privilégio mínimo para reduzir o acesso dos usuários apenas para os aplicativos e informações essenciais para seu trabalho. 
  • Não negligenciar alertas de segurança. Eles estão lá para dizer que algo está errado. 
  • Implementar um plano de resposta a incidentes é fundamental para que todos dentro da empresa saibam o que deve ser feito no caso de um ataque bem sucedido. Esse plano precisa ser revisto e atualizado regularmente. 
  • Da mesma forma, é importante implementar uma estratégia de recuperação de desastres e continuidade de negócios. 
  • Segmentar a rede ajuda a limitar o movimento lateral dos invasores ou a disseminação de malware 
  • Segurança cibernética é um processo contínuo, então, é necessário contar com ferramentas que permitam monitorar o sistema automaticamente. Assim como gerenciar patches de segurança e manter aplicativos e softwares atualizados. 
  • Ataques cibernéticos de estado-nação são cada vez mais frequentes e complexos, podem causar ainda mais danos e não se restringem apenas a ataques contra órgãos públicos. Com a Varonis, sua empresa sabe exatamente onde estão os dados confidenciais e garante que apenas as pessoas certas tenham acesso a essas informações. 

Proteja-se e impeça ataques cibernéticos de estado nação e ameaças internas com o apoio de uma equipe de remediação e resposta a incidentes especializada e que sempre está disponível para ajudar. 

What you should do now

Below are three ways we can help you begin your journey to reducing data risk at your company:

  1. Schedule a demo session with us, where we can show you around, answer your questions, and help you see if Varonis is right for you.
  2. Download our free report and learn the risks associated with SaaS data exposure.
  3. Share this blog post with someone you know who'd enjoy reading it. Share it with them via email, LinkedIn, Reddit, or Facebook.
Try Varonis free.
Get a detailed data risk report based on your company’s data.
Deploys in minutes.
Keep reading
por-trás-do-rebranding-da-varonis
Por trás do rebranding da Varonis
Descubra a estratégia por trás do rebranding da Varonis, que envolveu uma transição completa para um arquétipo de herói e a introdução do Protector 22814.
o-que-é-uma-avaliação-de-risco-de-dados-e-por-que-você-deve-fazer
O que é uma avaliação de risco de dados e por que você deve fazer
A avaliação de risco dados é essencial para saber onde os dados estão armazenados, quem os utiliza e se estão em segurança 
ameaças-internas:-3-maneiras-pelas-quais-a-varonis-ajuda-você
Ameaças internas: 3 maneiras pelas quais a Varonis ajuda você
Ameaças internas são difíceis de combater por que os insiders podem navegar em dados confidenciais sem serem detectados 
guia-de-migração-de-dados:-sucesso-estratégico-e-práticas-recomendadas
Guia de migração de dados: sucesso estratégico e práticas recomendadas
A migração de dados precisa de um projeto robusto para evitar o impacto nos negócios e com o orçamento